quarta-feira, 28 de maio de 2014

Discretamente, enviei sinais de socorro aos amigos. Ninguém ajudou. Me virei sozinho. Isso me endureceu um pouco mais. Não foi só você, não. Foram também pessoas até mais íntimas, me virei sozinho com enormes dificuldades. Não me lamuriei. Mas preciso que as pessoas saibam que isso doeu — exatamente porque algumas destas pessoas importam para mim.
— Caio Fernando Abreu

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Você tem as palavras para mudar uma nação
Mas está mordendo sua língua
Você passou um tempo da vida preso no silêncio
Com medo de dizer alguma coisa errada
Se ninguém te ouve, como vamos aprender a sua canção?
Então vamos lá, vamos lá
Vamos lá, vamos lá...
Você tem um coração tão barulhento quanto leões
Então, por que deixa sua voz ser domesticada?
Amor, estamos um pouco diferentes
Não há necessidade de se envergonhar
Você tem a luz para combater as sombras
Então pare de esconder isso ♪


domingo, 25 de maio de 2014

"[...]
Adoro quem me inspira a escrita,
mas amo quem me deixa sem palavras.

Adoro quem me entende,
mas amo quem fica ao meu lado mesmo sem me entender.

Adoro quem tem paciência para me ouvir,
mas amo quem me escuta quando eu não falo.

Adoro quem faz o que eu quero,
mas amo quem faz o que eu nem sabia que queria até ser feito."

- Carina Destempero


"Adaptei-me a chorar lágrimas invisíveis".
- Faah Bastos

Não é fácil me amar, não é fácil manter-se ao meu lado... tem que me querer muito, tem que me amar com todas as forças...
Eu afasto as pessoas, eu tenho dificuldade em deixar as pessoas se aproximarem demais, eu tenho dificuldade em confiar que não irão me abandonar... 
Basta uma palavra mal colocada, basta uma ação impensada, basta uma faísca de ciúmes para eu abrir mão, completamente. 
É minha autodefesa agindo, é meu medo de sofrer agindo, é meu muro se reconstruindo...
Se alguém quiser me amar tem que ter em mente que eu não sou fácil, tem que ter em mente que haverá momentos em que terá que lutar para se manter por perto, tem que ter em mente que terá dias que a única coisa que eu vou querer é ficar em silêncio, ficar no meu mundo interior. Mas que ao mesmo tempo em que eu quero ficar sozinha, eu estou querendo alguém que não me deixe sozinha. Complicado, eu sei.
Não acho justo eu exigir isso de alguém, não acho justo eu cobrar que lutem por mim sendo que eu sei que eu não irei lutar.
Então, siga meu conselho: Mantenha-se longe de mim, mantenha distância, não tente começar algo que irá ferir a ambos. Não derrube meu muro se você não tiver a intenção de aceitar a carga que virá junto comigo.


domingo, 18 de maio de 2014

Um passo de cada vez... vamos, você consegue, faça um pouco mais de força... com cuidado, devagar, a qualquer momento essa ponte pode desabar... 
Mais um passo, agora outro... Não precisa pressa, apenas dê um passo atrás do outro...


Se você estivesse aqui, hoje seria seu aniversário... e claro que todas aquelas perguntas voltam para a minha cabeça. Queria ser capaz de pensar na senhora sem dor... 
Tudo isso me sufoca... tanto que nem te escrever eu consigo... Tenho tantas coisas que queria dizer, mas não consigo... Enfim, hoje só quero deixar registrado:
Eu te amo, mãe!
I miss you... 


Não fui feita para esse mundo, não fui feita para esse lugar, não me encaixo nesse espaço...
Eu sobreviverei?




sábado, 17 de maio de 2014

Mais uma vez eu sinto que ninguém me conhece de fato... ninguém enxerga o que eu preciso. Não preciso de muito, não mesmo... Não preciso que construam castelos, eu quero coisas simples. Quero que respeitem quem eu sou, que não tentem me mudar... não precisa me aceitar, só não tente me mudar. Ninguém sabe o que é que me mantem em pé. As vezes o que as pessoas jugam ser meu defeito, meu problema, é exatamente o que me dá forças, é o que me ajuda a sobreviver...
Não precisa me aceitar, só deixa eu ser quem sou... 
Sinto muito decepcioná-los, mas não sou perfeita.





Por um momento eu quase me perdi de mim... Mas como sempre Ele veio em meu socorro, me fazendo erguer a cabeça, fazendo eu me lembrar de quem eu sou, fazendo eu ter minhas forças renovadas, fazendo eu dar um passo atrás do outro...
Como eu pude dizer que não tenho alguém para ser minha coluna? Como pude esquecer que Ele sempre foi minha estrutura? Ele não precisa de palavras; Ele não precisa insistir para que eu diga quais são os meus problemas; Ele entende as minha lágrimas, os meus gemidos, os meus soluços; Ele vê a situação do meu coração; Ele vê quando estou chegando ao meu limite; É quando chego no meu limite que Ele entra em ação; É quando não existe mais forças em mim que Ele vem e me carrega no colo.



"Minha carne é um furacão
Minha vida é um barquinho buscando direção
Descansa em minha alma
E acalma a tempestade que agita o meu coração
[...]
O barulho do mar vem pra me confundir
Oh, pai não deixe as ondas
Minha fé diminuir
Perdoa se pensei que em meio ao teu silêncio
não estivesse aqui."

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Aquela sensação mista de precisar muito desabafar, de precisar de alguém ao seu lado sendo seu chão, sendo sua coluna para você não desabar. E ao mesmo tempo não querer falar com ninguém, não querer preocupar ninguém, você querer mostrar que está tudo bem...
Aquela confusão de nem saber o que falar, porque nem você sabe qual é o problema. Não sabe nem se existe um problema principal. É uma mistura de sentimentos, um excesso de cicatrizes inflamadas, tantos machucados ainda abertos... Você não sabe se pode se curar, se existe um remédio, se um dia tudo vai se encaixar...
É um turbilhão de coisas para um coração tão pequeno, a sensação é que a qualquer momento ele vai explodir, você vai explodir. A sensação é que você vai desabar e não sabe se terá forças o suficiente para levantar novamente, outra vez, levantar uma vez mais...


Me encanta quando os bebês estão dormindo e de repente acordam, me procuram com os olhos e ao me ver voltam a fechar os olhos e dormir imediatamente... Como se pensassem: "Estou seguro, posso descansar.".
Queria ter essa segurança, queria poder avistar alguém e pensar: "Eu posso descansar, não estou sozinha."
O que frustra é que eu não tenho esse alguém, eu não posso descansar, eu dependo de mim, eu dependo dos meus sentimentos e eles estão esgotados, não estão seguros. Minha estrutura está abalada e é a única que eu tenho... Onde vou me apoiar para não cair? Como descansar sabendo que a qualquer momento tudo pode desabar? Como vou poder confiar em mim?


“Admito que machucou, que doeu, que me sufocou. Admito que eu não sabia pra onde correr. Admito que me consumiu, que me corroeu, que me despedaçou. Mas também admito me fez olhar pra frente e entender que tudo nessa vida tem uma razão, e que se você se machuca muito, começa a não doer tanto.”
 — Tati Bernardi.


terça-feira, 6 de maio de 2014

Você chegou em um momento difícil para mim. Onde estava difícil eu enxergar algum motivo realmente bom para sorrir... em um momento onde não consigo desabafar verdadeiramente com ninguém. Sabe, lamentei quando soube que você chegaria nesse momento... eu queria estar inteira para te receber, queria estar radiante de alegria... sim, eu estava feliz em saber que você iria chegar, mas meus pensamentos as vezes dispersava.
Porém, todas essas minhas preocupações foram por água abaixo quando vi sua fotinho. Te ver foi meu ponto de paz. Te ver me fez dar aquele sorriso verdadeiro que eu estava esperando. Te ver me deu motivos. E tudo isso em somente ver sua foto... Imagina o quanto você vai me dar quando eu te pegar no colo pela primeira vez? Muito, com toda certeza. Eu te amo meu pequenininho. Eu te amo meu pontinho de paz. ♡


sexta-feira, 2 de maio de 2014

"Meu jeito rude e meu olhar tão duro.
É grade, é cerca, é teatro, é meu muro!
Assim me protejo dos que anseiam minhas lágrimas.
E filtro os que merecem meu sorriso…"

 Autor Desconhecido