quinta-feira, 30 de janeiro de 2014


Esse nó em minha garganta, essa respiração controlada, cuidadosa... Como se corresse o risco de tudo desmoronar caso respire muito forte... Desmoronar em lágrimas, em soluços, em gemidos... Olhar ao redor e não encontrar alguém com quem contar, alguém que não seja apenas curioso por saber da sua vida, alguém que realmente se importa com você, que se importa com o que sente... Nesses dias eu só queria me desligar, sumir por um tempo, deixar de existir por uns minutos...

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

"Se depender de mim, nunca ficarei plenamente madura... Nem nas ideias, nem no estilo. Mas sempre verde, incompleta... experimental..."

 Gilberto Freire
Têm coisas que me deixam tão mal... Me deixam agoniada, sufocada, triste, e sei lá mais o que... Hoje de repente veio em minha mente uma cena de quando eu tinha 9/10 anos... Quando eu queria estar entre os que me amavam e não podia... Lembro que estávamos todos brincando e com um sorriso eu dizia que ia ao banheiro, ao chegar no banheiro eu chorava como ninguém, era um choro que sufocava, um choro que fazia o nó na garganta doer... Depois de poucos minutos eu lavava o rosto, respirava fundo, abanava os olhos pra sair o vermelho e saía do banheiro sorrindo como se estivesse tudo bem... Eu repetia isso várias vezes ao dia, durante muitos dias... Eu tinha apenas 9/10 anos, mesmo com essa pouca idade eu já não chorava na frente dos outros... Aprendi desde cedo a usar essa máscara que não permite que os outros vejam como eu estou por dentro... Eu era apenas uma criança e consegui superar isso... Então hoje me perguntei: 'Você realmente vai deixar que essa pequena situação te faça mal?' E minha resposta foi 'não'... Superei tantas coisas... Sei que hoje estou remendada, cheia de curativos e costuras... Fui quebrada, estilhaçada, ferida, me mutilaram... Mas não me acabei, ainda sonho... Ainda sou capaz de dar sorrisos sinceros, ainda sou capaz de acreditar de novo, de novo e de novo... Não posso deixar as pequenas coisas me abalarem.