segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Estamos a poucas horas de terminar 2012. Confesso que estava contando as horas para esse ano terminar logo. Foi um ano muito difícil, cheio de provações .. Testou todos os meus limites. Fui obrigada a me afastar de pessoas queridas, fui obrigada a deixar pessoas que eu jamais imaginei viver sem, fui obrigada a praticar o desapego em todos os sentidos, fui obrigada a começar do zero. Novamente.
Mas foi nesse ano que eu tive a absoluta certeza que Deus esteve comigo em todos os momentos, foi Ele meu alento, meu consolo, Quem me sustentou em seus braços, Quem me ajudou a dar um passo atrás do outro, um passo de cada vez. Foi Ele que ouviu meu grito de socorro silencioso, somente Ele sabia como eu estava despedaçando por dentro enquanto sorria para disfarçar a minha dor. Foi Ele que enxugou as minhas lágrimas abafadas para ninguém ver ou ouvir. Somente Ele sabia o esforço enorme que era ter que levantar da cama e colocar uma máscara que dissesse para as outras pessoas que estava tudo bem. Só tenho a agradecer por Deus ter permanecido fiel na minha vida, mesmo quando estou sendo tão infiel ..
Nesse ano comecei meu futuro .. Comecei a lutar pra ter um lugar pra chamar de meu. Foi apenas o começo .. O melhor está por vir, eu creio.
E eu termino 2012 com o coração transbordando de gratidão, pois mais uma vez Deus me ajudou a vencer!




Meu livro!

"Encerra-se mais um ano em sua vida...
 Quando este ano começou, ele era todo seu.
 Foi colocado em suas mãos...
Podia fazer dele o que quisesse...
Era como um Livro em Branco,
e nele você podia ter um poema,
um pesadelo uma blasfêmia, uma oração.
 Podia... Hoje não pode mais, já não é seu.
É um livro já escrito... Concluído...
Como um livro que tivesse sido escrito por você,
ele um dia lhe será lido, com todos os detalhes,
e não poderá corrigi-lo. Estará fora de seu alcance.
Portanto... Antes que termine este ano, reflita,
tome seu velho livro e folheie com cuidado...
 Deixe passar cada uma das páginas pelas mãos e pela consciência;
Faça o exercício de ler a você mesmo.
Leia tudo... Aprecie aquelas páginas de sua vida em que usou seu melhor estilo.
Leia também as páginas que gostaria de nunca ter escrito.
Não... Não tente arrancá-las. Seria inútil... Já estão escritas.
Mas você pode lê-las enquanto escreve o novo livro que será entregue.
Assim, poderá repetir as boas coisas que escreveu, e evitar repetir as ruins.
Para escrever o seu novo livro, você contará novamente com o instrumento do livre arbítrio,
e terá, para preencher, toda a imensa superfície do seu mundo.
Se tiver vontade de beijar seu velho livro, beije.
 Se tiver vontade de chorar, chore sobre ele e,
a seguir, coloque-o nas mãos do Criador.
Não importa como esteja... Ainda que tenha páginas negras,
entregue e diga apenas duas palavras:
Obrigado(a) e Perdão!!!

E, quando o novo ano chegar, lhe será entregue outro livro, novo, limpo, branco, todo seu, no qual irá escrever o que desejar...