domingo, 20 de julho de 2014

Dia do "Amigo"

Dia totalmente estranho... Hoje se comemora o Dia do Amigo, dia que sempre foi esperado e comemorado por mim. Dia que eu dedicava para homenagear aqueles que sempre foram TUDO para mim.
Desde que me entendo por gente sempre tive uma amiga do meu lado, para ser mais clara, desde os 5 anos, que é a idade que mais me lembro... a Vanessa sempre estava comigo. Passado o tempo, não importa quando ou onde, sempre me dediquei às minhas amizades. Tinha melhor amiga em casa, na escola e na igreja...
Cheguei na adolescência e essa minha dedicação para alguma amizade se tornou mais forte, sempre soube dentro de mim que era um tesouro ao qual eu teria que cuidar e que nem todos tinham aquele privilégio de ter um amigo ao seu lado.
Me decepcionei... como me decepcionei. Me machuquei e prometi pra mim mesmo que nunca mais confiaria em alguém para chamar de amiga. Porém, minha natureza é ser amiga. E lá ia eu abrir meu coração para uma nova amizade, e me dedicar por anos e ver a história se repetir e me decepcionar novamente. Lá vai eu prometer novamente não confiar em mais ninguém e me ver quebrando novamente a promessa.
Não me arrependo, não, nem por um minuto... dói relembrar, mas valeu cada minuto. Meus amigos sempre foram meu chão, meu consolo, não conseguiria superar muitas coisas se não fossem por eles. Ajudá-los era o que me dava força. Por esse motivo o Dia dos Amigos sempre foi tão importante para mim.
Mas nesse ano tudo está tão estranho... tenho amigos, claro, mas não tenho mais uma melhor amiga, aquela em que posso confiar todos meus pensamentos, aquela que eu posso dividir meus momentos, meu dia-a-dia. Amo meus amigos atuais... continuam sendo meus tesouros. Porém, não são aqueles que podem ser meu chão... não sei quando eles vem ou quando vão se ausentar. Tem a vida deles para cuidarem e a minha vida é apenas para alguns momentos. Talvez esse ano, finalmente eu tenha conseguido manter minha promessa de não abrir meu coração e não confiar tão cegamente em alguém.
Nesse ano resolvi que iria esperar. Esperar para ver quem realmente quer minha amizade. Tudo está confuso e esperar foi a solução que encontrei. Nesse ano resolvi que não iria comemorar, não escreveria para ninguém... isso me doeu, como doeu. Com toda certeza doeu mais em mim. Talvez eles nem tenham se dado conta da minha falta nesse dia.
Tiveram uns poucos que não deixaram de pelo menos mandar um: "Feliz Dia do Amigo", esses eu não deixei de responder... Mas...
As entrelinhas desse dia está acabando comigo, sabe? Mais uma data especial se tornou triste para mim. As palavras estão engasgadas na minha garganta. Os "Por quês?" não deixam de surgir...


Nenhum comentário:

Postar um comentário