quinta-feira, 21 de abril de 2016

Quando acho que me curei. Quando acho que finalmente posso tirar os curativos, abrir as cortinas, abrir os portões... Quando estou quase vendo a luz do dia, quase... de repente me curvo com a dor, perco a respiração e a escuridão fica tão sombria... Tento voltar para a segurança do meu castelo, tateando o ar procurando me encontrar nesse breu que desceu sobre meu mundo. E como se tudo já não fosse assustador, aquela pergunta ecoa como um grito na minha cabeça: "- POR QUE????"


Nenhum comentário:

Postar um comentário